Como a prática faz você sentir-se mais sereno e focado

É importante frisar que o Yoga não é uma atividade física. Toda a prática de yoga, inclusive a que usa os movimentos do corpo, surgiu para que a mente pudesse estar um pouco mais tranquila e silenciosa por alguns momentos. Para que aquele movimento interminável – e muito cansativo – de pensamentos na nossa cabeça possa reduzir ao menos um pouco a sua velocidade. 

O sistema nervoso é o grande responsável pela forma como agimos e reagimos aos estímulos e problemas que acontecem durante a nossa vida. A forma como os encaramos e a maneira como reagimos a eles são os grandes responsáveis pelos padrões de tensão e as assimetrias que acabam levando às dores e limitações.  

Na Yoga + usamos posições e permanências em cuidadosas sequências que, além de proporcionarem alívio nas dores e melhora na mobilidade, fazem com que o aluno, aos poucos, esteja mais presente em cada posição, percebendo como o seu corpo e mente reagem a cada uma delas.

Devido às sensações no corpo durante a prática, e à segurança que tem na condução feita pelo professor, o aluno se entrega a ela e se torna mais presente e focado no que está acontecendo. 

É justamente nesse lugar que a mudança mais importante acontece, e é também de onde vêm as sensações de tranquilidade e leveza de tantos relatos de praticantes.

Por isso, essa é também uma prática meditativa, ainda que ativa. 

Ela faz muito sentido para nossas mentes ocidentais e é um facilitador importante para que se acesse o sistema nervoso. Aos poucos ocorre uma transformação na forma de encarar o cotidiano.

O benefício físico sentido com a prática consistente de Yoga é real e importante e é o que, geralmente, traz um aluno para dentro da sala de aula, porque é a forma como ele começa a perceber que há algo errado e que precisa mudar. Mas o resultado no sistema nervoso é ainda mais importante e necessário.